nov 12
água e saúde bucal

Água e saúde bucal combinam. Você sabe por que?

À primeira vista, a relação entre água e saúde bucal pode não ser tão evidente para algumas pessoas. Mas, se a água é fundamental para o funcionamento do organismo como um todo, como não seria para a boca?

O consumo de água é fundamental para a saúde e aparência dos seus dentes. Equilíbrio de minerais, estímulo de produção de saliva e prevenção de cáries são alguns dos benefícios.

Neste texto, vamos entender porque água e saúde bucal caminham juntas, bem como a hidratação pode ajudar a prevenir doenças bucais.

Água e saúde bucal: qual é essa relação?

Desde já, queremos lembrar a importância de beber água sempre. Perdemos muito líquido ao longo do dia. Para que o nosso corpo mantenha-se em pleno funcionamento, precisamos fazer a reposição.

Da mesma forma, acontece com a nossa boca. Beber bastante água mantém os níveis corretos dos minerais, estimula a salivação e ajuda na limpeza da boca e dentes.

O flúor, que tem importante papel na prevenção das cáries, também é encontrado na água. A saliva é igualmente importante na prevenção de cáries, sabia? Além disso, ela ajuda na digestão, na eliminação de bactérias e na prevenção de mau hálito.

Sem água no nosso corpo não temos produção de saliva, que é formada por 95% de água. 

A saliva atua na limpeza dos dentes e na manutenção do pH bucal. Quando a quantidade de saliva é menor do que o normal, pode haver problemas. Assim, a probabilidade de aparecerem cáries, doença periodontal e o sapinho é maior.  

Com apenas 5% de redução da taxa de liquidez no corpo, a produção de saliva começa a cair. Esta é a real importância de se manter hidratado e principal relação entre água e saúde bucal.

Hidratação ajuda a prevenir doenças bucais

 

Definitivamente, a saliva tem muitos papéis no cuidado com a boca. Ela ajuda a prevenir diversas doenças, como a cárie, já que contribui para diminuir a acidez da região bucal.

Diariamente, ela promove uma limpeza superficial da boca, umedecendo e protegendo a mucosa oral com secreção e fluxo constantes.

A relação entre água e saúde bucal fica mais evidente quando pensamos em halitose. Sem um fluxo constante de saliva, não é possível realizar a limpeza diária. Logo, o ambiente bucal fica exposto às bactérias, gerando mau hálito.  A baixa produção deixa a boca seca, causando até mesmo a xerostomia.

Os dentes, juntamente com a saliva, são parte do sistema digestivo. Triturando os alimentos, eles facilitam a etapa de deglutição e, posteriormente, a digestão. Para ajudar os dentes, a saliva possui uma enzima. Ela auxilia na digestão de determinados alimentos, como os ricos em amido. 

Todos os elementos da boca são importantes e a saliva ajuda a manter esse ambiente em harmonia. Quando a quantidade ideal de água não é consumida, problemas como boca seca (ou hipossialia) são comuns. Podem surgir dificuldades de fonação, mastigação e deglutição, perda do paladar e até gengivite.

Atenção para o tipo de água

Ok, agora que entendemos a relação entre água e saúde bucal, é importante saber se qualquer tipo de água é bom.

Se você bebe muita água mineral, pode ser que não esteja recebendo a quantidade ideal de flúor. O flúor é adicionado em quantidades ideais na água de abastecimento em 60% dos municípios do Brasil. 

Por outro lado, a maior parte das marcas de água mineral não possuem essa quantidade determinada pelo Ministério da Saúde. Da mesma forma, existem alguns riscos associados ao consumo de água mineral, além de ser prejudicial para o meio ambiente.

Manter a hidratação em dia, além de melhorar o humor, também deixa todo mundo com um sorriso mais bonito. Fique atento ao tipo de água que consome e a algumas combinações. O suco do limão, por exemplo, pode causar alguns prejuízos aos dentes.

De toda forma, não deixe de procurar periodicamente um profissional para avaliar a sua saúde bucal. Se ainda não viu o seu dentista este ano, aproveite para fazer uma visita!

 

purificador de água gelada com filtro Europa