jan 13
água na agricultura

Água na agricultura: como utilizar e economizar.

Você já parou para pensar em como é o uso da água na agricultura? Comer e beber são necessidades vitais dos seres humanos, e a água faz parte das duas. 

Ela é um recurso vital para a sobrevivência, fundamental para consumo, bem como para a produção de alimentos.

Não à toa, as primeiras civilizações se desenvolveram nas bordas de rios e córregos. Dessa forma, se estabeleceram em comunidades fixas e puderam produzir o próprio alimento. Já falamos sobre esse assunto aqui no Blog, lembra

O uso da água na agricultura é essencial para a cultura dos alimentos e a manutenção das lavouras, em diferentes regiões do mundo. 

Essa atividade socioeconômica é a que mais utiliza água em todo o mundo. Em média, cerca de 70% de toda a água consumida no planeta vai para a agricultura. No Brasil, esse valor sobe para 72% e, em alguns países subdesenvolvidos, ultrapassa os 80%

Ao mesmo tempo, é a atividade que mais desperdiça água, deixando escapar quase metade de todo o líquido empregado no campo. Se o meio rural diminuísse em 10% o consumo de água, o volume seria suficiente para abastecer duas vezes a população mundial.

O uso da água na agricultura no Brasil e a irrigação

água na agricultura

A irrigação é um método fundamental do uso da água na agricultura e na agropecuária. Ela tem como objetivo suprir as necessidades de áreas na qual a há uma baixa, má distribuição ou irregularidades de chuvas.

Antes de existir, os cultivos eram totalmente dependentes da água oferecida pela natureza (chuva, rios e lagos).

Dados da Embrapa revelam que a irrigação é a que mais consome dos 72% utilizados na agricultura. São 11% dessa água para matar a sede dos rebanhos e apenas 1% para abastecer as áreas rurais.

Hoje, o segmento do agronegócio contribui fortemente para a elevação do PIB brasileiro. Logo, as inovações tecnológicas e o apoio dos órgãos gestores são essenciais para a sustentabilidade do setor agrícola.

Esses dados, juntamente com a crescente demanda pela produção de alimentos e matérias-primas no campo, evidenciam a necessidade de economizar água na agricultura. A grande questão é: como diminuir o consumo de água na agricultura sem diminuir a sua produtividade

Segundo a ANA, o Brasil conta com uma área irrigável de aproximadamente 29,6 milhões de hectares. 

Em algumas regiões, como o Centro-Oeste, há chuva em quantidade suficiente para atender uma cultura. Infelizmente, não há chuva durante o ano todo. Por outro lado, no semiárido nordestino, há grande deficiência de chuvas, tornando inevitável o uso da irrigação.

O processo de irrigação requer conhecimento da quantidade de água que as plantas necessitam para não usá-la com desperdício. Além disso, precisa-se de equipamentos, energia e técnicas adequadas para a correta aplicação da água nos mais diversos cultivos.

As culturas mais irrigadas no Brasil, de acordo com o IBGE, são:  cana-de-açúcar, arroz, soja, milho, feijão, laranja, café, cebola, melancia, algodão e trigo.

Quais são os principais tipos de irrigação?

As técnicas de irrigação acompanharam os avanços tecnológicos agrícolas. Vamos apresentar 6 das principais técnicas existentes.

A boa irrigação é feita quando ela não molha apenas a superfície, mas também a região que fica ao redor da planta. Assim, a planta inteira é hidratada e recebe todos nutrientes adequados. 

Para garantir o bom uso da água na agricultura, é importante saber: cada forma de plantio demanda um tipo de irrigação:

Irrigação localizada

É uma das técnicas mais utilizadas nas áreas mais secas. A água é aplicada nas raízes das plantas, ocupando o seu redor para atingir maior profundidade. 

Irrigação por aspersão

Ela funciona como uma simulação de chuva artificial direcionada, que jorra pequenas gotículas, posteriormente absorvidas pelo solo.

Pivot central

É a irrigação feita por meio de uma torre. Essa estrutura suspensa, gira de forma circular para a parte superior da plantação e pode ser controlada por dispositivo eletrônico.

Fertirrigação

Essa técnica aplica fertilizantes diretamente na água, gerando economia de mão de obra.

Micro aspersão

Método mais apropriado para hortaliças, pequenas hortas, estufas e jardins.

Irrigação de Superfície

A água é conduzida para infiltração pela superfície do solo. Os métodos mais comuns são os que realizam irrigações por sulcos no solo ou inundações. 

Como fazer bom uso da água na agricultura?

Hoje em dia, existem infraestruturas e tecnologias que objetivam reduzir o desperdício de água. Existem até mesmo iniciativas de pesquisadores brasileiros para descobrir novos métodos.

Uma técnica mais simples e bastante difundida é a construção de reservatórios para armazenar água.

Assim também, a utilização da cobertura morta (resíduos de cultivos) ajuda a diminuir a evaporação da água. Uma solução mais tecnológica é o melhoramento genético das plantas que busca variedades mais resistentes ao déficit hídrico.

agrotóxico na agricultura

O uso excessivo de agrotóxicos colabora para a contaminação das águas. Isso torna o recurso impróprio para consumo e prejudica também a própria irrigação das lavouras.

Um outro fator fundamental é o reflorestamento e a preservação das matas ciliares. Garantir a disponibilidade dos recursos hídricos é responsabilidade não somente dos agricultores, mas da sociedade em geral

O conhecimento da rotina do negócio, juntamente com o conhecimento técnico de manejo são uma ótima combinação. Isso pode resultar em inovações para o setor e contribuir para o melhor uso da água na agricultura.

Você conhece algum outro uso da água na agricultura? Se tiver ideia de inovação que ajudem a economizar água no campo, conte para a gente! 

purificador de água gelada com filtro Europa